Pesquise

PORTAL EDUCAÇÃO - CURSOS EM TODAS AS ÁREAS

Curso online de Alfabetização

FIQUE POR DENTRO..SIGA O EduCRIANÇA

sábado, 29 de dezembro de 2007

Uma corrente a favor da Leitura

Vi essa corrente no blog da Andréa Toledo, achei muito interessante, pois Corrente é corrente, não serve para nada, mas essa eu vou concordar com ela é muito produtiva e gostaria muito que todos que lessem dessem sua contribuição através de um breve comentário é só seguir as instruções:
1. Pegar um livro próximo (PRÓXIMO, não procure);2. Abrir na página 161;3. Procurar a quinta frase completa;4. Não escolher a melhor frase nem o melhor livro;5. Deixar um comentário dizendo que livro e que frase você leu.


MINHA CONTRIBUIÇÃO

Livro “A descoberta do Brincar” de Maria Ângela Barbato Carneiro e Janine J. Dodge

Frase: “Meninas AB – “(...) brincar é um monte de coisas que as crianças fazem: pular corda, correr, brincar de pega-pega, de corre-cotia.”

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Acolhida dos Pequenos (Semana de Adaptação)

Acolher bem o aluno é sempre muito importante, principalmente no início do ano letivo. Mesmo que a criança esteja na mesma escola, com os mesmos amigos, existe uma ansiedade muito grande, é nesse sentido que devemos trabalhar de forma prazerosa esse novo encontro, pois só assim a criança se sentirá acolhida e segura com a nova professora.
Confiança é uma palavra importantíssima quando se trata de iniciar uma nova relação e é importante o professor ter consciência disso e proporcionar ao aluno um ambiente seguro e acolhedor.
Vão algumas dicas para conduzir bem esse momento:
- Levar os alunos para conhecerem as dependências da escola, quem trabalha, seus nomes e funções.
- O nome dos amiguinhos e da professora deve ficar bem registrado para as crianças.
- Apresentar a sala de aula, os materiais, livros, pastas, brinquedos para assim criar um interesse em relação à classe.
- Atividades bem atrativas e diferentes também são muito importantes nas primeiras semanas. (história com fantoches, caça tesouro, chapéus divertidos, muita música, brincadeiras)
- Recebê-las em espaços diferentes também é muito importante, assim ela vai se familiarizando com todos os espaços da escola. (se for possível)
- A decoração também é muito importante, peça ajuda da turma para fazer a decoração, assim despertarão sentimento de pertença pelo novo ambiente que é a sala de aula।



Fonte: Revista Professoras de Educação Infantil - 2005

PS: Mais atividades para Semana de Adaptação: CLIQUE AQUI

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

UM 2008 CHEIO DE IDÉIAS NOVAS!!!

Olá queridas professoras de Educação Infantil, o ano de 2007 está terminando, mas, tem muita coisa para pensar para 2008, que tal se você deixar sua sugestão para iniciarmos o ano letivo cheio de coisas novas, em?
Deixe seu comentário sobre a Semana de Adaptação, dicas para rotina, Lembranças de Boas Vindas, Idéia de Calendários, Chamadinhas, Músicas, etc.
Não se esqueça de deixar o seu nome, pois você também faz parte da construção desse blog.


Milhões de Beijinhos e um Feliz Ano Novo para todas nós!!!

sábado, 1 de dezembro de 2007

Árvore de Natal – Uma opção ecológica!!!




Natal com consciência ecológica!!!!
Olhem que legal essa árvore de Natal que encontrei!
Eu achei o máximo, e além do mais, ressalta a questão do reciclar!
Uma ótima sugestão para o mural da sua sala ou até mesmo da escola!
Beijocas e mãos a obra!!!!!

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Árvore de Natal


Eu encontrei essa Árvore de Natal e achei o máximo.
Dá para fazer com as crianças, fica linda em um painel de Natal.
Uma dica bem legal!!!!


Parabéns Maristela de Souza Pontes e Lacerda – criadora da Árvore

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Papai Noel Surpresa





Material: garrafas de plástico – papel de seda – cola branca – guache – pincel – lápis – caneta hidrográfica preta – olhinhos móveis – tesoura.


1º - Cubra a garrafa com camadas de papel de seda coladas (ver página 7). Deixe secar bem.

2º - Copie o modelo do Papai Noel na garrafa. Desenhe o saco de presentes. Recorte um buraco na parte de cima do saco.

3º - Pinte o Papai Noel, deixando secar a cada cor que você utilizar. Trace o contorno das formas com a caneta hidrográfica preta.

4º - Cole os olhinhos e pronto.

domingo, 25 de novembro de 2007

Boneco de Neve na Neve



Material: massa de modelar – frascos de vidro com tampa de rosquear (ex.: vidro de palmito) – cola-tudo instantâneo – água – glitter.

1º - Faça um boneco com a massa, certificando-se de que ele caiba no vidro que você esolheu. Modele uma base para que o boneco fique mais alto que o nível da tampa. Monte tudo.

2º - Cole o boneco na parte de dentro da tampa do vidro.

3º - Coloque água até a metade do vidro. Acrescente o glitter.

4º - Coloque o boneco dentro do vidro e aperte bem a tampa. Às vezes é preciso colocar mais água.

5º - Feche e está pronto o seu boneco na neve.

Obs: Você também pode fazer outros aderessos, veja as figuras: árvore de Natal e Papai Noel.

Bolas de Natal


Bolas de Natal

Material: bolas de isopor – espeto de madeira – tinta acrílica – pincel – cola – cartolina ou papel laminado – furador artesanal (formato de estrela) – alfinetes de cabeça colorida – lantejoulas –fita.

1º - Introduza o espeto de madeira na bola. Pinte-a e deixe secar bem. Passe uma segunda camada. Deixe secar.

2º - Com o furador, faça estrelas no papel laminado. Prenda-as na bola com os alfinetes. Você pode acrescentar as lantejoulas.

3º - Retire o espeto. Ponha uma gota de cola no buraco. Dobre ao meio um pedaço de fita. Coloque-a no buraco com a ajuda do espeto.

4º - Está pronta sua bola de natal. Agora é só enfeitar sua árvore.

sábado, 24 de novembro de 2007

Cartão de Natal


Cartão de Natal


Material: cartolina – papel de presente – papel rendado – colchetes-bailarina – cola – régua – tesoura – compasso.

Como fazer:
1º - Desenhe na cartolina um círculo de 9,5 cm. Recorte. Cole nele pedacinhos de papel rendado e de papel de presente.

2º - Recorte um retângulo de cartolina de 10,5 x 29,7. Dobre em três (o círculo deve ficar no meio). Desdobre.

3º - Faça estrelas vazadas no centro do cartão.

4º - Coloque o círculo no centro do cartão, deixando ultrapassar um pouco o contorno superior. Dobre uma das partes sobre o círculo.

5º - Faça um furo que atravesse o centro do circulo e as duas partes do cartão. Monte tudo com um colchete-bailarina.

6º - Está pronto o seu cartão de Natal.

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Carrilhão

Carrilhão de Natal



Material: 3 vasinhos de flor – 3 guizos pequenos – barbante – cartolina branca – guache vermelha e branca – pincel – cola – tesoura.

Como fazer:

1º - Pinte os vasinhos de branco. Deixe secar. Passe uma segunda camada. Deixe sear. Pinte os detalhes em vermelho.

2º - Desenhe 2 círculos na cartolina com a ajuda de um copo. Recorte. Pinte detalhes em vermelho.

3º - Cole os círculos um contra o outro. Recorte na borda 3 fendas de 1cm.

4º - Passe um barbante no furo de casa vaso e, depois, pelo orifício de cada guizo. Dê um nó. Amarre os três fios juntos.

5º - Encaixe os fios nas fendas do círculo.

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Musicalização



Quando se trata de montar uma banda, as crianças adoram.
Barulho é com elas mesmas e quando esse barulho e transformado em uma coisa que pode soar bem aos ouvidos, melhor ainda.
A melhor forma de se montar uma “bandinha” é deixar que as próprias crianças construam essa “bandinha”.
Nós, professores, temos muitas alternativas de criar junto às crianças esse orquestra, que vira uma deliciosa brincadeira.

A melhor forma é a criatividade, o melhor material é a sucata.
Algumas dicas legais para ser usado por você professor:

Pau-de-chuva

Pode ser feito de um tubo grande. Pregam-se alguns pregos e por fim, colocasse arroz, feijão ou milho, depende do som que se quer produzir.
O som, é muito legal, tem barulho de chuva e as crianças adoram.

Tambor

Com uma lata vazia de achocolatado, você professor pode construir com seus alunos um lindo tambor e barulhento também.
Se Pega um plástico bem duro e prendesse com elástico, pode ser aquele elástico de prender dinheiro.
Depois é só dar algumas batucadas para ouvir o som legal que se produz.

Violão

Uma caixa de sapato pode se tornar um lindo violão.
Basta fechar bem a caixa, encapando-a com papel Kraft, em seguida, é só fazer furo, no centro da caixa. Você pode usar um copo da boca larga e traçar o tamanho para cortar.
Para fazer as cordas do violão, é só colocar elásticos.
O som é parecido com o de um violão.
Experimente!!!

Chocalho

Existem muitas formas de se fazer chocalhos.
Você pode pegar dois potes vazios de danone e colocar qualquer coisa dentro: feijão, milho, areia, arroz, lacre de refrigerante, em seguida é só fechar com um durex, enfeitar a seu gosto ou das crianças e se divertir.


Corneta

Um conduíte pode se tornar uma linda e sonora corneta.
É só enrolar o conduíte, quantas voltas desejar e prender com um arame. Não se esqueça, não pode deixar pontas do arame, em?
Em uma das extremidas colocar o bico de uma garrafa pet, prender com durex.
Você poderá conseguir diversos sons, depende de quantas voltas você der no conduíte.
Vamos tentar?!

Brincadeiras

1 - Telefone sem fio

Idade: a partir de 5 anos
Participantes: 5 ou mais
Regra:
Organizar os jogadores sentados um ao lado do outro em fila.
O primeiro jogador diz uma frase/mensagem no ouvido do colega seguinte. Cada participante após receber a mensagem fala o mais baixo possível no ouvido do colega seguinte até que o ultimo falará em voz alta o que recebeu. A mensagem muitas vezes chega completamente diferente!!!

2 – Fui a feira

Idade: a partir de 5 anos

Participantes: 2 ou mais

Regra:
Um jogador diz em voz alta: Fui a feira e comprei.. por exemplo ”maçã”. O jogador seguinte repete a frase do primeiro acrescentando outra mercadoria comprada por exemplo:” batata”, o terceiro jogador repete as mercadorias que os jogadores anteriores disseram e acrescenta mais uma, ganha quem não repetir mercadoria e lembrar todas que foram faladas.

3 – Estátua

Para essa brincadeira é bom ter mais de 3 pessoas.
Você vai precisar de um aparelho de som.
Todos os jogadores fazem um círculo e um fica como o mestre, controlando o som.
Quando o mestre quiser ele abaixa o volume e diz "estátua"!
Os jogadores devem ficar em posição de estátua, sem se mexer e o mestre vai tentar fazer caretas e brincadeiras para ver quem se mexe primeiro.
Não vale fazer cócegas.
Quem se mexer ou rir primeiro paga uma prenda e vai para o lugar do animador.


5 – Percepção Corporal

Tempo
De 15 a 30 minutos.
Espaço
Sala ampla ou jardim.
Idade
A partir de 1 ano.
Material
Colchonetes ou tapetes de vinil para colocar sobre o chão ou o gramado.
Objetivos
Relaxar; estimular o sentido do tato e o auto-conhecimento corporal; e descobrir o prazer no movimento.
Descrição
Estimule as crianças a deitar em diferentes posições para perceber partes do corpo. Faça perguntas como: o que está encostando no chão? Quem está sentindo a perna? Quem está com o braço todo apoiado?

domingo, 18 de novembro de 2007

Músicas

Algumas músicas para quem deseja aumentar o repertório:

Tunga

Tunga, tunga, tunga
Bari, bari, strunga
Bari, bari, strau
Cataflau, flau, flau
Ministraque, bari, bari, tirolé, ló,lufi
Clofi, clufi, cloroclofi
Clofi, clufi, cloroclofi
Tunga vai antil
Qüém, Qüém, Qüém
Companhia
Tiruli, tiruli, tiruli
Do Riso


Casinha

Eu tenho uma casinha
Que é assim, assim
E pela chaminé sai a fumaça
Assim, assim
E quando eu quero entrar
Bato na porta assim, assim
Eu entro na casinha
Assim, assim, assim

Repete 4 vezes

Era uma casa

Música: Vinicius de Moraes
Era um casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia entrar nela não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi
Porque pinico não tinha ali

Mas era feita com muito esmero
Na rua dos bobos
Número zero
BIS


O Pato

Música: Vinicius de Moraes
Lá vem o Pato
Pata aqui, pata acolá
Lá vem o Pato
Para ver o que é que há.

O Pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo
Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela.


Nicolau

Música: Cia do Riso
O Nicolau era um lindo pintinho
Forte, bonito e empenado
hoje, está tão magrinho
Só anda por aí pelado
Sabe porque isso acontece?
Eu vou contar para você
É que esse frango safado
Não quer saber de comer.

Nico, Nico, Nicolau
Vê se para de tristeza
Come a sua comidinha
Para acabar com a magreza.

Mas você vai comer tudo
Tudo que vier para comer
Pra ficar bem fortinho
E não parar de crescer
Olha só que frango fraco
Que não pára nem de pé
o coitado não tem dente
E no seu pé tem chulé

Nico, Nico, Nicolau
Vê se para de tristeza
Come a sua comidinha
Para acabar com a magreza.


A Formiguinha

A formiguinha corta a folha e carrega
Quando uma deixa a outra leva
A formiguinha corta a folha e carrega
Quando uma deixa a outra leva

Veja que mistério glorioso
Uma formiguinha ensinando o preguiçoso
Veja que mistério glorioso
Uma formiguinha ensinando o preguiçoso

Deus não quer preguiçoso em sua obra
Deus não quer preguiçoso em sua obra
Porque senão, o tempo sobra
Porque senão, o tempo sobra

Oh, formiguinha hoje eu vim lhe agradecer
Pela lição que aprendi com você
Oh, formiguinha hoje eu vim lhe agradecer
Pela lição que aprendi com você

Veja que mistério glorioso
Uma formiguinha ensinando o preguiçoso
Veja que mistério glorioso
Uma formiguinha ensinando o preguiçoso

Deus não quer preguiçoso em sua obra
Deus não quer preguiçoso em sua obra
Porque senão, o tempo sobra
Porque senão, o tempo sobra



Shopping Bom

Música: Cia do Riso
Olha só que shopping bom!
Tunga, Tunga
Olha só que shopping bom!
Tunga, Tunga
Olha só que shopping bom!
Tem comida, tem bebida, leite, água
E se ficar bonzinho ganha até uma limonada
Tem um monte de criança espalhada
Tem até palhaço fazendo coisa engraçada

Nesse shopping tem até café na cama
Tem menino, tem menina de pijama
E Se alguma coisa ainda ta doendo
É só chamar a tia que ela vem correndo
E se alguma coisa ainda ta doendo
É só chamar a tia que ela vem correndo

Olha só que shopping bom!
Tunga, Tunga
Olha só que shopping bom!
Tunga, Tunga
Olha só que shopping bom!



Alecrim

Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado
Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado

Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo é o alecrim
Foi meu amor
Que me disse assim
Que a flor do campo é o alecrim

Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado
Alecrim, Alecrim dourado
Que nasceu no campo
Sem ser semeado
Volta

Aquarela

Música: Toquinho
Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo
Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva
E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva
Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel
Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu
Vai voando, contornando a imensa curva
Norte e Sul
Vou com ela viajando Havaí, Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela branco navegando,
É tanto céu e mar num beijo azul
Entre as nuvens vem surgindo um lindo avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo, com suas luzes a piscar
Basta imaginar e ele está partindo, sereno e lindo
E se a gente quiser ele vai pousar

Numa folha qualquer eu desenho um navio de partida
Com alguns bons amigos bebendo de bem com a vida
De uma América a outra consigo passar num segundo
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo
Um menino caminha e caminhando chega no muro
E ali logo em frente a esperar pela gente o futuro está
E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar
Não tem tempo nem piedade nem tem hora de chegar
Sem pedir licença muda nossa vida,
Depois convida a rir ou chorar
Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela que um dia enfim descolorirá

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
Que descolorirá
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo
Que descolorirá
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo
Que descolorirá



Boneca de lata

Minha boneca de lata caiu com a cabeça no chão
Levou mais de uma hora pra fazer a operação
Desamassa aqui, pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com um braço no chão
Levou mais de duas horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com o outro braço no chão
Levou mais de três horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com uma perna no chão
Levou mais de quatro horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com a outra perna no chão
Levou mais de cinco horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com o corpo no chão
Levou mais de seis horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, pra ficar bom
Minha boneca de lata caiu com o bumbum no chão
Levou mais de sete horas pra fazer a operação
Desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, desamassa aqui, pra ficar bom
Ficou bom!


O Sítio do seu Lobato

Seu Lobato tinha um sítio, ia, ia, o!
E no seu sítio tinha...
(alguém fala o nome de um animal) ia, ai, o!
Era (o som que o animal faz três vezes) pra lá
Era (o som que o animal faz três vezes) pra todo lado, ia, ia, o!

(recomeça com outro animal)


Fui morar numa Casinha
Fui morar numa casinha- nhá
Infestada- da de cupim- pim- pim
Saiu de lá- lá- lá
Uma lagartixa- xá
Olhou pra mim
Olhou pra mim e fez assim:
Smack! Smack!


A Dona Aranha


A dona aranha
Subiu pela parede
Veio a chuva forte
E a derrubou

Já passou a chuva
O sol já vem surgindo
E a dona aranha
Continua a subir

Ela é teimosa
E desobediente
Sobe, sobe, sobe
E nunca esta contente

subiu, subiu, subiu, subiu, subiu
e depois caiu

O Cravo Brigou com a Rosa

O Cravo brigou com a Rosa
Debaixo de uma sacada
O Cravo saiu ferido
A Rosa despedaçada.

O Cravo ficou doente
A Rosa foi visitar
O Cravo teve um desmaio
A Rosa pôs-se a chorar


O Sapo não lava o pé

O sapo não lava o pé
Não lava porque não quer
Ele mora lá na lagoa
Não lava o pé
Porque não quer
Mas que chulé!


A serpente

Essa é a história de uma serpente
que subiu no morro para procurar
um pedaciiiiiiiiiiiiinho do seu rabo
você aceita ser um pedacinho do meu rabo?
Aceita! Aceita! Aceita!

Educriança

"Quanto mais rica a experiência humana, tanto maior será o material disponível para a imaginação e a criatividade".

Lev Vygotsky